Por que eu marcho, me perguntam?



Por que na minha cidade, a cada 12 minutos uma mulher é agredida. Porque no meu país, foi preciso criar uma lei para defender as mulheres da violência doméstica e familiar. Porque uma em cada três mulheres será agredida ou violentada em algum momento da vida. Porque estima-se que, no mundo, mais de 1 bilhão de mulheres já foi agredida ou violentada.

Eu marcho porque vivemos numa sociedade que paga menos para as mulheres, e menos ainda para as mulheres negras. Porque não há Estado Laico que garanta meus direitos reprodutivos e minha condição de escolha de ser ou não mãe. Porque a educação é sexista e atua na reprodução dos preconceitos de gênero. Porque mulheres não podem se casar com mulheres.

Eu marcho porque sofri violências em diferentes momentos da vida e porque quero evitar que minha filha, e as filhas do mundo, também sofram. Eu marcho porque sou feminista!

Marcha das Vadias 08/06/13 Diga não a Violência contra a Mulher

Rebecca braga

0 Comentários em "Por que eu marcho, me perguntam?"

Postar um comentário

Comente