Meu herói tem lutado como um homem grande.

O calendário lembra: São exatos 17 dias! Confesso que me perdi no tempo, pois, os pensamentos só me remetem meu pequeno Benício.

A concentração é quase inexistente e o sono de uma leveza que perturba a alma. São flashes a todo segundo, sempre a imagem dele, naquela UTI, o que provoca uma aflição danada.
São tantos diagnósticos, e cada vez mais suga o pouco da força que me resta. Quando chego ao hospital tremo com medo do que posso encontrar. Vivo a ponto de explodir, uma tensão que parece não ter fim, assim como as lágrimas.

Se não estou no hospital e o telefone toca, meu coração dispara. Se estou ao lado dele e chega a hora de ir embora, fico com o coração em pedaços porque tenho que deixá-lo.
Passou a ser um misto de felicidade e de extremo medo. Certa vez ouvi dizer que na adversidade Jesus toma conta de nós. É fato, pois se não fosse minha fé, já teria enlouquecido. Mas, Deus, tem agido de forma milagrosa!

A vida é um desafio e meu herói tem lutado como um homem grande. Ele é tão pequenino no seu tamanho, mas tão forte e corajoso. Meu coração se enche de orgulho vendo quantos obstáculos ele já venceu! São tantas histórias de vida. Um lugar tão pequeno e tantos ensinamentos.

Agradeço as pessoas que cuidam dele com toda a dedicação, dando-lhe o colinho, o miminho que ele tanto queria, agindo com atenção e da forma que um ser tão indefeso merece, com muito carinho! Não haverá nunca nada que pague a gratidão que tenho por esses profissionais, os que agem com respeito a sua profissão.

Peço, nunca desistam dele, lutem por ele sempre. Pois meu maior desejo, é que chegue o grande dia, e a equipe diga: Pode levá-lo para casa!

Por Lílian Guimarães.

0 Comentários em "Meu herói tem lutado como um homem grande."

Postar um comentário

Comente