Você tem medo das mudanças emocionais?

Quantas vezes você tentou e não conseguiu mudar uma situação com medo de não saber o que vinha pela frente?

Quantas vezes você se pegou chorando, pensando numa coisa muito melhor pra sua vida e não consegue dar um passo, trava, chora, espera uns minutos, pra voltar à mesma posição antiga, sem mudar absolutamente nada?

O ser humano tem medo de mudanças emocionais.

É duro evoluir quanto gente. Você nasce e passa pela infância e tem seu aprendizado de forma meio sutil, não mexe aqui, não vai ali que cai, você cai e se machuca.

Você aprende que a vida não é fácil e que seu corpo é frágil. Começam os medos físicos, os temores, mas você, claro, se não passar por nenhum trauma profundo, descobre que viver é seguir adiante.
 
Passando da infância pra adolescência, você descobre que os sentimentos são mais profundos, mas ainda é meio tudo ou nada, alegria infantil, raiva infantil que num instante passa. Você descobre que existe maldade, inveja, ciúme, sentimentos um pouco mais evoluídos na forma emocional. Você desenvolve pensamentos sobre isso, descobre que tem opinião, o que te faz bem, o que te faz mal.

É só mais um degrau do que vem por ai. Você vai se tornar adulto.

É, você se torna adulto. Dizem que certas crianças se tornam adultas mais cedo, é o amadurecimento. Talvez ela tenha passado por coisas que não deveria pra idade dela. Isso faz bem? Talvez sim, talvez não, depende do acompanhamento desta criança.

Bom, chegamos à fase adulta, é um misto de querer ser e não poder, sentir e não se achar, raiva de não sei o que, liberdade que você achou que ia ter e... Surpresa! Enganaram-te! Ninguém é livre, todos nós seguimos uma cadeia de acontecimentos na vida, porque não vivemos sós! Vivemos em sociedade, todos temos o nosso papel nela, não tem pra onde escapar!
 
 Triste? Ah, não ligue, você se acostuma.

Agora, sabe o que a gente não se acostuma? De termos nossos sentimentos traídos. Subjugados. Indeferidos.

Já que a vida é um aprendizado e a gente vive sempre aprendendo, não é possível que os outros achem que a gente não aprendeu direito.

Então, porque nos cutucam, nos provocam? Os outros não têm os mesmos sentimentos que a gente? Claro que sim, mas como são muitos, os outros nunca sabem qual o seu básico, além de raiva, alegria, dor. Então, temos que aprender a dizer sim, não e talvez de vez em quando. Amadurecer é saber respeitar o seu limite e o dos outros. É saber interpretar o que você quer e o que o outro deseja. É ter consciência do mal ou do bem que você faz a alguém, não só fisicamente, mas emocionalmente. Saber que aquilo que você é, é aquilo que você quer pra sua vida. É saber conviver.

Quando amadurecemos, viramos adultos no sentido emocional da palavra. Tornamos-nos “gente grande” quando estamos preparados para dizer o que queremos, o que sentimos, antes que alguém venha até nós e queira nos dominar, subjugar, passar por cima do que queremos e sentimos. E preparar-se pra briga, porque haverá confrontos, lutas, ás vezes desiguais. Mas eu sei que ninguém perde a guerra, podemos perder batalhas por coisas bobas, mas o que move a gente vai estar forte e firme e o que queremos é nossa mente a nosso favor.
 
Em resumo, a vida nos dá trabalho de casa todo dia, pra podermos nos graduar nela.

E vamos sentir medos, frustrações, desencantos, fracassos, mas saberemos dar a volta por cima, porque antes de tudo, precisamos acreditar em nós mesmo e no que queremos e sentimos. Não se amargure e se ache fraco. Passa.

Todos nós somos fortes em algum ponto específico ou vários, aprenda a deixar seus sentimentos definidos e use-os quando for necessário, não esconda o que você quer da vida e dos outros. Amadureça e seja feliz.  
 
Essa parte se chama "Paciência":

Apesar da nossa natural ansiedade, tudo na vida tem o momento certo de acontecer.

Já reparou que muita coisa que antes parecia obstáculo acaba se tornando justamente no instrumento necessário ao nosso amadurecimento. Quando arrancamos uma fruta do pé antes da hora só porque  ela esta com uma cor bonita,vamos ter que esperá-la amadurecer senão não terá o mesmo sabor , ou talvez até sabor nenhum.

Na vida é assim . Por mais angustiante que pareça aguardar ou tentar tapear o tempo da espera torturante de um acontecimento certo ou ruim, que só dependesse da nossa vontade não chegaria nunca.

Vamos ter que desenvolver sempre a arte de saber esperar. Existem coisas que valem a nossa dedicação. Para essas,o melhor é desenvolver a paciência de construir degustando, curtindo cada etapa, para também podermos celebrar o tempo de concretizar.

5 Comentários em "Você tem medo das mudanças emocionais?"

  1. Anônimo Falou:

    Lílian com toda sinceridade do mundo, vc é foda!!! Adoro sua visão de vida, o jeito que escreve, a tua inteligencia, além de seres linda demais. Cada vez que abro essa página e leio seus textos e olho pra sua foto me apaixono!

    Anônimo Falou:

    Vc sempre nos faz refletir sobre a vida, agora será que gostaria de ser instigada para pensar na sua vida. Responda se sentir a vontade: Você tá sofrendo? Pq se alguém tiver fazendo vc sofrer minha cara és muito burra. Pelo menos a mulher que escuto falar em rodadas de amigo, é autentica, decidida, independente, competente e tudo que qualquer homem gostaria de ter ao lado. Moça, preste atenção, talvez meu conselho não seja ouvido mas vc merece ser extremamente feliz, pq vc sabe fazer as pessoas felizes, seja seus amigos que ficam irradiantes ao seu lado até eu que um dia estive ao seu lado e fui burro, mais muito burro por deixar vc escapar da minha vida. Lili vc é uma princesa do século 21, totalmente sem frescuras e q sabe muito bem como fazer qualquer um feliz.
    Com carinho Nascimento.

    Anônimo Falou:

    Loirinha tu és uma potência mesmo! Quando você fala: "Quantas vezes você se pegou chorando, pensando numa coisa muito melhor pra sua vida e não consegue dar um passo, trava, chora, espera uns minutos, pra voltar à mesma posição antiga, sem mudar absolutamente nada?"...
    Claro Lili, eu como macho que sou confesso que quando leio vc reflito sobre muitas coisas e sem dúvida o ser humano tem medo das mudanças emocionais. Eu demorei anos para exergar a merda de vida que tava levando e sair do calvario. O comodismo e o pensamento equivocado de aquela pessoa q esta ao nosso lado é a última do universo, nos faz cometer insanidades. Pior q alguns casos não se enxerga isso, mas graças a sua amizade e a minha determinação hj tenho uma outra visão e posso dizer q sou muito mais feliz. Vc que sempre está do meu lado como conselheira sabes bem disso. Ai ai ai Guimarães, agora é hora de vc arrumar o seu coração tão doce, cheios de dúvida e com medo danado de ser machucado. Te amo minha amiga querida!
    Beijo. Sérgio.

    Anônimo Falou:

    Para tudo! Me responde uma coisa QUANTO É A CONSULTA? Tu és demais mais mesmo, não preciso te falar que to chorando agora né!? Égua Lílian, pq tu gosta de malinar com os sentimentos dos outros? Brincadeira amiga. Amei o texto, muito verdadeiro e simplesmente descreve aquilo q mais mexe com a gente, as incertezas. te amo amiga! Dani.

    Cortezolli Falou:

    Ai que dor! Sabe aquelas manhãs em que o mundo está prestes a te engolir... daí leio isso e putz. Te amo amiga.

Postar um comentário

Comente