O que será que será



Letra: Chico Buarque (trecho)
Obra: Susa Monteiro

O que será que será
Que dá dentro da gente e que não devia
Que desacata a gente, que é revelia

Que é feito uma aguardente que não sacia
Que é feito estar doente de uma folia
Que nem dez mandamentos vão conciliar

Nem todos os ungüentos vão aliviar
Nem todos os quebrantos, toda a alquimia
Que nem todos os santos, será que será

O que não tem governo, nem nunca terá
O que não tem vergonha, nem nunca terá
O que não tem juízo...

0 Comentários em "O que será que será"

Postar um comentário

Comente